quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Declaração Tardia


Pode mesmo!? Então lá vai: quando te vi no final do Anima Recife do ano passado esperando o ônibus na parada, eu me interessei por você por ter seios fartos e cara de bonequinha, pois isso fisicamente me atrai. Mas como se aproximar se sou estupidamente tímido? Aí via o tempo passar, você ir embora e eu nunca mais te ver.

Depois de um tempo cozinhando, tive coragem de aproximar com aquela conversa clichê de "perguntando as horas", eu acho, não me lembro... Só sei que foi uma manjada, visto que te cantar eu não teria coragem. Aproveitando a deixa, vi abertura de sua parte e comecei a conversar, ficando assim mais confiante.

O problema é que você falou que iria morar em Campina Grande e isso quebrou o esquema. Até cogitei em pensamento num namoro a distancia dias depois, mas se hoje em dia namoro na mesma cidade já tá difícil, quanto mais de cidades diferentes e longes.

Então com passar do tempo, já com você adicionada por aqui, desencanei porque conhecendo melhor, vi que nós temos ideologias diferentes e provavelmente geraria atrito, e por isso, resolvi ficar só como amigo mesmo.

Dessa experiência eu gostei porque graça ao uma atitude minha, mesmo que sem o êxito inicial, conseguir mudar uma realidade que já aconteceu várias vezes e poderia acontecer novamente contigo: de você ir embora e nunca mais te ver ou encontrar (se bem que na pratica nunca mais te vi, pelo menos fisicamente, ha, ha, ha...) Não digo que isso foi uma "friendzone" porque com o tempo acabei perdendo mesmo o interesse.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Melhor comentário sobre Friendzone


Amiguinha vou tentar ser educado tá? Veja bem, se você um dia ficou afim de um carinha e ele não chegou chegando em você, isso não significa que ele te botou na friendzone, ele apenas não sabia que você estava disponível. Porque homem que é homem não fica escolhendo mulher, a gente quer TODAS. De preferência juntas. "Noventa e cem" porcento dos homens adorariam comer a maioria das amigas, poque elas são gente boa, divertidas e já conhecem o cara, não vão sair falando mal pras amigas se ele brochar, ou fazer piada com a pinta esquisita que ele tem na bunda. A gente realmente sente amor pelas nossas amigas, elas são diferente das desconhecidas. Na pior das hipóteses ele gostaria de te comer sem ninguém ficar sabendo (não por vergonha, mas porque aí ele pode comer as suas amigas também).

Além do mais homem só faz amizade com garotas "comestíveis". As outras ele considera só "conhecidas" e não faz questão de ficar puxando papo, embora ele possa sair com ela na turma e tal. Sim somos interesseiros mesmo. Fazer o que? Paciência. Pelo menos somos honestos em relação ao que queremos. Perceba que quando eu digo "comer" não significa que automaticamente vamos descartar a pessoa depois, e que não pode virar um relacionamento sério, mas significa sim que não queremos ter um relacionamento sério sem antes "experimentar" o produto que estamos comprando.

Já as mulheres não. Elas realmente precisam do "mistério" que uma pessoa nova traz pra vida delas. A curiosidade, a dúvida sobre como ele pensa, e principalmente sobre o que ele faz na horas vagas - quando ela não está por perto - é o que faz a garota se sentir atraída. O segredo está muito mais no que ela imagina, do que no que ela realmente sabe sobre ele. Então o que acontece é que as mulheres, quando conhecem o carinha um pouco mais a fundo (e não tem mais nada pra ficar imaginando), perdem o tesão, começam a procurar outra pessoa nova. Eu já ouvi pelo menos quatro vezes a seguinte frase: "quando a gente se conheceu eu fiquei afim de você, mas aí a gente virou amigo". Você jamais vai escutar isso de um homem. A gente demora 0.33 segundos pra decidir se levaria ou não uma mulher pra cama. Ela não precisa falar nada (aliás seria até melhor).

Agora a pior parte do seu raciocínio é dizer que o problema é a falta de atitude, porque A GENTE TEM QUE CHEGAR nas meninas antes de ouvir a famosa frase "a gente é amigo". Eu já ouvi várias vezes. Por que? Porque eu fui lá tentar beijar ela. Isso é claro, depois de passar todo o sofrimento de se aproximar sem ser direto, de conquistar a confiança dela, de ter liberdade pra ligar e conversar, de ser o único a comprar um presente no aniversário dela, blablabla. Hoje eu não faço mais isso. Por que? Porque depois de 30 anos eu finalmente entendi que as mulheres não conseguem sentir atração se não rolar um joguinho de sedução. Infelizmente a vida é assim. Os cafajestes que tratam a garota mal acabam ficando com ela no final. E os idiotas que fazem o que as mulheres DIZEM (e até acreditam mesmo) QUE GOSTARIAM (que eles fossem companheiros, educados, fieis, mimimi), acabam chupando o dedo sozinhos.

Pergunte a qualquer homem digamos, "normal", quantas vezes ele já viu a garota que estava afim sair com o cara mais babaca e arrogante da turma. Todos vão ter no mínimo uns 5 casos pra contar. Além do mais, esse papo de amizade é uma desculpa perfeita pra garota não dizer que o cabelo dele é feio, que não gosta do jeito que ele se veste, que o perfume dele é horrível, ou que o papo dele é muito fraco. Coisas que seriam ruins de escutar na hora, mas que poderiam ajudar o indivíduo a melhorar e eventualmente se tornar um cara atraente. Mas não. Pra "não magoar" o cara elas preferem usar essa desculpinha fraca.

E o que temos como resultado? Homens que nunca melhoram, que continuam sendo perdedores - porque ninguém explica os motivos deles serem perdedores, homens que nascem babacas e continuam babacas (porque acabam sendo recompensados com beijos e sexo pelo comportamento cretino), e mulheres reclamando que homens não prestam (afinal os que prestam são os amiguinhos e "não contam"). Então me desculpa mas o seu argumento é inválido, se você fosse homem saberia o quanto a gente gostaria que vocês pudessem ser lógicas e racionais sobre o que sentem, mas infelizmente não são...

MATEUS RIBEIRO
(em resposta ao vídeo que dizia que Friendzone não existe)

segunda-feira, 16 de maio de 2016

PARE DE ME MANDAR CONVITE DO LINKEDIN!!


Tinha acabado de fazer o meu perfil do Instagram e estava curtindo as fotos suas que gostava como fiz também de todos os demais que estou seguindo agora, sem malícia nenhuma. Aí quando vejo um block... Cansei!

Ni, eu tenho mais motivo do que você de ter raiva de tudo o que passou, mas mesmo assim a perdoei. São águas passadas, não quero mais guardar esses sentimentos negativos... Entretanto parece que sua mágoa não passa e pelo jeito nunca vai passar, pois continua presa nesse lodo e é egoísta demais para se colocar no lugar do outro como fiz contigo, desprovendo assim de todo o meu rancor. Por isso, mesmo tendo afeto e admiração, peço que pare de mandar convites do LinkedIn. Se não sirvo para suas outras redes sociais, não quero participar nessa também.

Quando mandei aquela mensagem de aniversário, fiz como uma despedida e te deixaria em paz definitivamente, seguindo com a minha vida... Só que quando mandou novamente o convite do LinkedIn, pensei que também tinha deixado tudo no passado, mas me enganei... Você deveria parar de postar essas mensagenzinhas bonitinhas na web porque não segue nada o que elas dizem. Aprenda a ter empatia e perdoar, ou então pare de ir aos templos, não seja hipócrita!!

ADEUS!!

PS: E NÃO PRECISA RESPONDER PORQUE NEM VOU LER.

Seguidores no Google+

Página no Facebook