quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Resgate da página Big Lui - capítulo 9

E continua a epopeia para a recuperar a minha página...


Esse problema aconteceu no dia 08 de Janeiro deste ano e até agora não foi resolvido. Já mandei várias queixas e nunca sou atendido. Não desistirei até que tenha as respostas. 

1. Estava usando meu Facebook normamente pela manhã como é de costume. Aí fui acessá-la. 

2. Que entrasse na página, pois postava todos os links do meu blog (a página era referente a ele) por lá. 

3. Quando fui acessar a minha página, toda vez que colocava o endereço dela, volta para a página inicial. 

Quero minha página de volta, pois até hoje não sei o motivo para tal ação do site, li todinho os termos de página do Facebook e não vi em lugar algum uma infração que tenha cometido para ocorrer a remoção da mesma. Se não for possível recuperá-la, quero saber pelo menos o motivo para tal remoção. É um mínimo de direito que eu tenho. 

...Não perca os próximos capítulos!

terça-feira, 11 de setembro de 2012

World Trade Center

Dez anos atrás, quando estava fazendo um pré-vestibular perto da minha casa, uma professora que era de Geografia veio na sala e leu este texto de autoria desconhecida. Achei interessante e resolvi postar-lo por aqui. Já é bastante conhecido, se encontra em vários sites.


Se você ainda está chocado com as imagens do 11 de Setembro aproveite para fazer um minuto de silêncio em homenagem aos 10.000 (?) americanos, a maioria civis inocentes, mortos covardemente por terroristas que ainda não se sabe quem são.

Já que você está em silêncio, fique quieto mais treze minutos em homenagem aos 130.000 civis iraquianos mortos em 1991 por ordem do Bush Pai.

Aproveite para lembrar que naquela ocasião os americanos também fizeram festa, como os palestinos fizeram.

Emende mais 20 minutos pelos 200.000 iranianos mortos pelos iraquianos com armas e dinheiro fornecidos a Sadam Hussein (ainda novinho na época) pelos mesmos americanos que mais tarde virariam sua artilharia contra ele.

Mais quinze minutos pelos russos e 150.000 Afeganistão mortos pelo Taliban, também com armas e dinheiro americano.

Mais dez minutos pelos 100.000 japoneses mortos direta e indiretamente em Hiroshima e Nagasaki, também por ação direta da águia.

Você já está em silêncio uma hora (um minuto pelos americanos e 59 por suas vítimas).

Se você ainda está perplexo fique mais uma hora em silêncio pelos mortos na guerra do Vietnam, da qual os americanos não gostam de ser lembrados.

Tomara (embora os índices de belicosidade dos americanos indiquem o contrário), os americanos comecem a entender que eles também são vulneráveis e que as tragédias que eles provocam são tão bárbaras e covardes como as dos outros.

Os mortos dos outros povos doem tanto quanto os deles.

domingo, 29 de julho de 2012

Amizade Virtual de uma Galega Peituda


Galega:

Sinto que alguma sensação estranha ficou depois daquele dia na webcan. E como não quero tenha alguma dúvida ao meu respeito, caso tenha, vou tentar me apresentar novamente.

Bem, sou uma pessoa que gosta muito de desenhos animados, desenhar e ver filmes aos montes. Gosto também de assuntos como religião, filosofia, política e ciências. Ah! E como não deixar de esquecer, de mulheres de seios grandes. E foi por causa desse gosto em peculiar que acidentalmente cheguei em você: Não tenho certeza, mas acho que acabei encontrando sem querer o teu perfil no ORKUT. Entretanto, como lá tinha muita gente, resolvi ver se te encontrava você por aqui no Facebook.

Sendo respeitosamente sincero, digo que a princípio o que me atraiu em você foi o seus seios grandes e por isso pedi para adicionar. Só que a medida que conhecia um pouco melhor pela suas postagens, percebi que se parece comigo: De não fingi opinião e mostra o que realmente pensa... e isso fez eu admirar ainda mais. Principalmente naquele dia da conversa no MSN com webcan. Confesso que quando você fez aquela proposta inesperada, eu fiquei muito surpreso.

Uma coisa que não sei se falei antes, mas aproveito para falar agora: Sou tímido. E talvez por isso acredito não ter suprido as suas expectativas depois que você leu a minha postagens sobre mulheres peitudas. Aquela postagem ela estava no meu antigo blog que eu copiei e apenas colei no Tumblr. Também tinha de eu está muito chateado no momento, mas isso nem vem caso, pois já resolvi.

Bem... é isso. Não sei se com esse texto eu consiga criar uma amizade concreta nesse mundo virtual, mas tentarei ao máximo para que isso aconteça, desde que você assim o queira também. Caso você não queira mais, eu ficarei triste, mas respeitarei sua decisão. Afinal, quero que as pessoas gostem de mim por vontade própria e não apenas para ser gentil.

Acho que isso já está muito grande, he, he, he... e tudo que tinha para falar já falei. Só espero que você dê uma oportunidade para que nós sejamos bons amigos. E também de te conhecer pessoalmente... não quero que seja para sempre minha amiga virtual. Agora esperarei se manifestar e quando quiser pode contar comigo... um beijo!!

Ass: O Peitófilo

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Todo


Nem o texto e nem a montagem são minhas... mas e daí? Adorei e quis postar.

terça-feira, 12 de junho de 2012

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Sonhos, Canções & Cãibra

Estava tendo um sonho tão legal em que Albino tocava no violão canções que me representava... quando de repente, tenho uma maldita cãibra que fez eu acordar. Isso aconteceu justo no momento que ele ía mostrar uma que descrevia totalmente como eu sou na realidade.

Argentino: Talves o que vc acha que seja vc

Eu: Pode até ser, mas a dor não achei, eu sentir mesmo.

Albino: eu não toco violão nem em sonho...

Eu: No meu sonho você tocou, he, he, he...

Albino: Meu irmão essa historia ta meio boióla, na boa!

Latino: Não é uma cena legal de se imaginar. Albino dedicando canções a tu. Sobre vc ainda vai, mas uma serenata particular fica chato pro cara hein?!

Albino: tanta mulher,da pra tu Latino, cada uma que me aparece...

Eu: Imaginava que pensariam isso, então deixei a história meio velada só para ver a mente suja de vocês, he, he...

Latino: Já q é assim fico curioso pra saber maiores detalhes desse sonho. Quaiis os versos dessa supracitada canção?!

Albino: ainda bem que deu cãibra, senão não quero nem imaginar o final dessa historia...

Eu: Os meus sonhos geralmente são não lineares, tão estranhos que tenho vontade de descrever quando acordo, mas sempre esqueço de deixar papel e caneta perto... aí acaba sumindo da minha memória. Bem, nesse caso não esqueci (pelo menos do final) porque a minha mente foi forçamente trazida para realidade.

Estava andando quando olho para o lado avisto uma pessoa que estava num banco com um violão. Cheguei perto e percebi que era Albino que estava tocando uma melodia suave. Ele disse que aquela música me representava. Uma voz de terceiro (que não deu para saber quem era) disse que a melodia era muito bonita para ser eu.

Aí, numa mudança brusca de humor, Albino muda sua expressão e disse que vai mostrar como eu sou de verdade. Então num dedilhar frenético, sinto uma dor filha da pvt@ vindo da minha perna e aí acabo acordando. E foi isso que aconteceu, simples assim.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Um Homem

Um homem caminha com estado de espírito estraçalhado, o sentimento de culpa envolve todo seu corpo. Sentimento de culpa de não ter aproveitado a vida nos anos passados. De não ter aproveitado a vida como os outros fazem. Como os outros fazem para tentar ser feliz. Para tentar ser feliz e poder sobreviver no mundo. E poder sobreviver no mundo do mesmo homem que caminha com estado de espírito estraçalhado.

Este homem sou eu...

quarta-feira, 11 de abril de 2012

quarta-feira, 28 de março de 2012

Uma amizade... verdadeira???

Tem vezes que a gente encontra pessoas por acaso e quando menos se espera, elas se transformam em amizades verdadeiras. Aí com passar dos anos, aquele companheirismo fraterno começa sumir não se sabe porquê. Carentes, começamos a refleti para saber onde foi que erramos. Até que um momento, no meio de tantas dúvidas, resolvemos perguntar direto para a pessoa respeitosamente para ver se assim obtemos resposta.


De: Amigo Melancólico
Enviada em: Sábado, 13 de Dezembro de 2008 16:49
Para: Garota Sardenta
Assunto: Uma amizade verdadeira

Sardenta:

Você é uma pessoa muito especial para mim. Apesar de nossas divergências durante todo este ano, o amor que sinto por você é muito grande. Tu és um ser que faz iluminar a minha vida, é das poucas que consegue me tirar do caminho das trevas. Penso se estaria completo na vida se o dia que te conheci não existisse...

Mas ultimamente está estranha demais, trata-me muito mal, como eu tivesse feito alguma coisa ruim contigo, o que foi? Dos tempos pra cá, tá muito chata!? Está passando por alguma adversidade??? Você disse que eu sou chato... e sou mesmo!!! Todavia nunca fui contigo, isso você não pode negar! O mais próximo que fui chato com você, foi cobrar a sua falta de compromisso quando combinamos algo, do tipo: Ajudar em matemática, filmes que iríamos ver, eventos... mas mesmo isso, nem exijo mais de ti, pois desde do começo do ano, combino as coisas contigo não tendo as expectativas de te encontrar.

Olha... se está cansando da minha presença, é só falar que eu não te procuro mais. Não ficarei aborrecido.

Melancólico

De: Garota Sardenta
Enviada em: Segunda, 15 de Dezembro de 2008 06:45
Para: Amigo Melancólico
Assunto: RE: Uma amizade verdadeira

Eu pensei que você entenderia o porque de minhas constantes mudanças. Mas vejo que não só não entendeu como continua a fazer julgamentos sem cabimentos (esse é o seu maior problema). Apesar de entrar pro curso de matemática na federal, que era o que eu mais aspirava, eu não posso negar que isso tirou minha liberdade de ir e participar de eventos e atividades (muitos com você) que eu gosto, a qualquer hora e qualquer dia sem me alienar, e isso não só me deixou de mau humor como muito mais descompromissadas com tais.

Minha mente está diferente...Eu não vejo muitas coisas como antes... E também não digo que as coisas estão melhores, como também não estão piores. Só estão diferentes, e eu tenho que me acostumar! No entanto confesso que não dava pra continuar como antes , não fazendo da mesma forma, no mesmo tempo, pela responsabilidade que eu assumi quando comecei o curso... quando escolhi matemática como profissão.

Não está muito claro para entender? Não dá pra mim como era antes...não é simplesmente me convidar pra alguma coisa esperando que eu esteja livre pra ir, é só isso e não é só com você! E você me pede os "favores"... com muita exigência (como o último caso), sinto muito, mas está sendo imprudente. Eu continuo gostando de você da mesma forma, mas as coisas não são como antes, você é que não muda nunca...você precisa amadurecer, não falo nos seus compromissos, mas na forma de compreender as coisas!

Abraço, da sua amiga Sardenta.

De: Amigo Melancólico
Enviada em: Segunda, 15 de Dezembro de 2008 18:29
Para: Garota Sardenta
Assunto: RE: RE: Uma amizade verdadeira

Sardenta:

Acho quem não entendeu foi você. Eu já disse que desde do ínicio do ano, convido você sem esperar que venha. Compreendo muito a sua situação atual e se você não percebeu, este ano que passou, chamei em poucos eventos porque eu mesmo também estava muito ocupado. Sobre eu pedi os favores, eu difícilmente peço favores para os outros... e se pedi para você é que realmente precisava... e eu não fui muito exigente... esperei ao máximo a "sua boa vontade". Fiquei muito triste quando você deu as costas, não que isso me aborreça se fosse qualquer um... e sim porque foi você. E nunca julguei sem cabimentos, pois se tem uma coisa que odeio é as pessoas julgarem antes de compreender. Eu sou vítima de constantes julgamentos pelo meu jeito de ser e sei que isso é ruim, como iria julgar uma pessoa em quem gosto tanto.

Entendo que matemática é um curso muito difícil, que tenha que dá a maior atenção para ele. Só que isso não é tudo na vida... se o curso de Artes Plásticas tivesse roubando minha energia, eu já mandava o curso para espaço. E não que aparente o meu curso seja menos importante que o seu, e sim porque bem estar e saúde vale muito mais que qualquer graduação. Eu tenho problemas, você tem problemas, todos tem problemas... mas isso não é motivo para mudar com outros... eu demorei muito, mas aprendi que as pessoas não tem nada ver com eles. Por exemplo, tenho problemas gigantescos que nunca falei para você. Problemas sérios... todavia por agir de forma descontraído, parece que eu "não" tenho problemas, como muita vezes você já insinuou para mim.

Quanto a eu não mudar, na verdade estou bem diferente do que já fui e talvez estas mudanças que tu estás passando, eu mesmo passei quando tive sua idade. Acontece que agora... com a idade que tenho agora, várias coisas que me agonizava e deixava em profunda depressão, não me afeta mais. Pode não parecer, mas eu sou muito mais maduro que muita gente pensa, inclusive você. Acho que deveria parar um só instante, nem que seja um minuto para refleti a sua vida. Será que os julgamentos sem cabimentos que você ver em mim, não são reflexos dos teus? Pense nisso.

PS: Eu não sou imprudente, sou prudente até demais... e tenho raiva de mim mesmo por ser assim, pois se não fosse isso, viveria coisas boas que só vivo no mundo das idéias.

Melancólico

De: Garota Sardenta
Enviada em: Segunda, 15 de Dezembro de 2008 20:45
Para: Amigo Melancólico
Assunto: RE: RE: RE: Uma amizade verdadeira

Eu não quero mais discutir, você acaba de fazer muitos julgamentos... Sinto muito mas você esta cego por sua própria ignorância!

De: Amigo Melancólico
Enviada em: Segunda, 16 de Dezembro de 2008 01:29
Para: Garota Sardenta
Assunto: RE: RE: RE: RE: Uma amizade verdadeira

O quê!? Não acredito que estou lendo. É melhor a gente dá um tempo, pois percebo que nem eu e nem você estamos chegando em lugar algum.

Conclusão

Enfim, quando alguém começa a te tratar mal e fica te acusando que vive julgando, o jeito é tratar ela da mesma moeda, pois as pessoas só valorizam as outras quando são mal tratadas pelas mesmas. Afinal, ninguém tem o direito de tratar mal o próximo só porque o seu humor não está bem ou tem muitos problemas pessoais para resolver. Quem gosta de descontar nos outros as suas frustações, merece mesmo é levar um esporro e dos grandes para deixar de ser mal educada.

quarta-feira, 14 de março de 2012

O Cavalo com o c... preso!?


Uma história que aconteceu comigo em 2008


Eu tava voltando do mercado, pois como o meu pai viajou, eu estou sendo responsável pelas compras de casa. O saco é ter que levar um montão de compras e pegar um ônibus completamente lotado. Horrível, quem já passou por isso deve ter mais um menos uma ideia do que estou falando. Pois bem, depois do sufoco do ônibus, ainda tem um problema que todo inverno eu passo: LAMA

E passo por isso durante todo estes 14 anos que moro na minha casa atual.
Pular pedra em pedra não é nada difícil, mas vai tentar pular com a mão cheios de compras na mão para você ver? E em pedrinhas e não em pedras. Desviando das águas que até o mosquito da dengue não bebe, finalmente chego perto de casa.

Só que deparo com um baita de cavalo na minha frente e precisava pular ainda mais 2 vezes. Do mesmo jeito que o professor Fernando Lúcio, não vou muito com a cara de animais muito grandes e principalmente cavalos, jegues e jumentos... pois tenho receio de levar um tremendo de um coice desse tipo de bicho. Para pular precisava fazer um esforço muito grande e tava com medo de assustar o cavalo. Só que eu tinha ir para casa, não dava para ficar parado feito leso...

Estava num mato sem cachorro... ou melhor, com um cavalo olhando para a minha cara. O bicho era mesmo enorme: parecia mais um hipopótamo... e não saia de jeito nenhum. E aquelas compras estavam cada vez mais pesadas, não estava aguentando mais... sem falar que tava com vontade de ir para o banheiro, desde antes pegar o ônibus. Não teve jeito, tive que arriscar: "Vou Pular" - foi o que eu pensei...

No momento que eu fazia um momento brusco... ouço um ruído estranho:

PROFFFFFFF!!!!

Eu não acreditei: O cavalo soltou um Pum! E que Pum!! Não estou espantado por ele ter feito isso, afinal, o animal também tem sistema digestivo, e sim a situação. Não sei se ele peidou porque ficou com medo, zombando de mim ou por pura vontade. Ah! Esqueci de dizer que antes de peidar, ele tinha se mexido um pouco. Não sei se isso tem alguma relevância. Aproveitei o momento de reflexão do cavalo e me mandei...

domingo, 11 de março de 2012

Meu recado para Shakira


Shakira

Você fala para eu ser tolerante, mas não é comigo... pois basta eu agir da mesma forma que você age para não me aturar. Só que ser tolerante não preciso, pois isso sempre fui e até demais. Pois eu sei quantas grosseirias tive que ouvi de você nesses anos e desconsiderei por ser seu amigo de verdade. E ainda tenho fama de grosso!? É lasca... se você não reconhece, não posso fazer nada.

Agora, de uma coisa você estava certa: Eu era conformado. Conformado demais em tolerar os egocentrismos dos outros. Sempre fui paciente enquanto era mal tratado e até ridicularizado. Hoje não quero mais, pois percebi que as pessoas que nunca recebaram ofensas da minha parte são as mesmas que me tratavam como igual e sempre me respeitam. E as únicas pessoas que reclamam das minhas atitudes são as mesmas que gostam muito de me ridicularizar.

Não estou dizendo que você seja uma delas e muito menos Juanes, mas que no seu caso é muito influenciado por algumas. Não estou com raiva de ti mais uma vez repito, porém não admito que chegue dando lição de moral de uma coisa que nem sabe do que se trata e muito menos me rebaixar com aquele papo de lascado.

Não gostei mesmo.

Eu continuo seu amigo e de você eu ainda não fechei a porta, mas tenha consciência que amizade mesmo não é só na época do "Oba! Oba!" quando tudo está bem e sim também nos momentos de crises, quando as coisas não está legal e existe atrito na relação. Agora se você só quer ser minha amiga apenas quando tudo está feliz, então desconsidere tudo que eu falei.

He Wolf

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

28 Lições de Vida de um Pai

Nessas últimas semanas, depois de saber de meu diagnóstico terminal, procurei encontrar em minha alma e em meu coração maneiras de estar em contato com vocês enquanto vocês crescem.

Estive pensando sobre o que realmente importa na vida, e os valores e as aspirações que fazem das pessoas felizes e bem-sucedidas. Na minha opinião, e vocês provavelmente têm suas próprias ideias agora, a fórmula é bem simples.

As três virtudes mais importantes são: lealdade, integridade e coragem moral. Se aspirarem a elas, seus amigos os respeitarão, seus empregadores o manterão no emprego, e seu pai será muito orgulhoso de vocês.

Estou dando conselhos a vocês. Esses são os princípios sobre o quais tentei construir a minha vida e são exatamente os que eu encorajaria vocês a abraçar, se eu pudesse.



1 - Amo muito vocês. Não se esqueçam disso.

2 - Seja cortês, pontual, sempre diga “por favor” e “obrigado”, e tenha certeza de usar o garfo e a faca de maneira correta. Os outros decidem como tratá-los de acordo com as suas maneiras.

3 - Seja generoso, atencioso e tenha compaixão quando os outros enfrentarem dificuldades, mesmo que você tenha seus próprios problemas. Os outros vão admirar sua abnegação e vão ajudá-lo.

4 - Mostre coragem moral. Faça o que é certo, mesmo que isso o torne impopular. Sempre achei importante ser capaz de me olhar no espelho toda manhã, ao fazer a barba, e não sentir nenhuma culpa ou remorso. Parto deste mundo com a consciência limpa.

5 - Mostre humildade. Tenha a sua opinião, mas pare para refletir no que o outro lado está dizendo, e volte atrás quando souber estar errado. Nunca se preocupe em perder a personalidade. Isso só acontece quando se é cabeça-dura.

6 - Aprenda com seus erros. Você vai cometer muitos, então os use como uma ferramenta de aprendizado. Se você continuar cometendo o mesmo erro ou se meter em problema, está fazendo algo errado.

7 - Evite rebaixar alguém para outra pessoa; isso só vai fazer você ser visto como mau. Se você tiver um problema com alguém, diga a ela pessoalmente. Suspenda fogo! Se alguém importuná-lo, não reaja imediatamente. Uma vez que você disse alguma coisa, não pode mais retirá-la, e a maioria das pessoas merece uma segunda chance.

8 - Divirta-se. Se isso envolve assumir riscos, assuma-os. Se for pego, coloque suas mãos para cima.

9 - Doe para a caridade e ajude os menos afortunados que você: é fácil e muito recompensador.

10 - Sempre olhe para o lado bom! O copo está meio cheio, nunca meio vazio. Toda adversidade tem um lado bom, se você procurar.

11 - Faça seu instinto pensar sempre sempre em dizer ‘sim’. Procure razões para fazer algo, não as razões para dizer ‘não’. Seus amigos vão gostar de você por isso.

12 - Seja gentil: você conseguirá mais do que você quer se der ao outro o que ele deseja. Comprometer-se pode ser bom.

13 - Sempre aceite convites para festas. Você pode não querer ir, mas eles querem que você vá. Mostre a eles cortesia e respeito.

14 - Nunca abandone um amigo. Eu enterraria cadáveres por meus amigos, se eles me pedissem… por isso eu os escolhi tão cuidadosamente.

15 - Sempre dê gorjeta por um bom serviço. Isso mostra respeito. Mas nunca recompense um mau serviço. Um serviço ruim é um insulto.

16 - Sempre trate aqueles que conhecer como seu igual, estejam eles acima ou abaixo de seu estágio na vida. Para aqueles acima de você, mostre deferência, mas não seja um puxa-saco.

17 - Sempre respeite a idade, porque idade é igual a sabedoria.

18 - Esteja preparado para colocar os interesses de seu irmão à frente dos seus.

19 - Orgulhe-se de quem você é e de onde você veio, mas abra a sua mente para outras culturas e línguas. Quando começar a viajar (como espero que faça), você aprenderá que seu lugar no mundo é, ao mesmo tempo, vital e insignificante. Não cresça mais que os seus calções.

20 - Seja ambicioso, mas não apenas ambicioso. Prepare-se para amparar suas ambições em treinamento e trabalho duro.

21 - Viva o dia ao máximo: faça algo que o faça sorrir ou gargalhar, e evite a procrastinação.

22 - Dê o seu melhor na escola. Alguns professores se esquecem de que os alunos precisam de incentivos. Então, se o seu professor não o incentivar, incentive a si mesmo.

23 - Sempre compre aquilo que você pode pagar. Nunca poupe em hotéis, roupas, sapatos, maquiagem ou joias. Mas sempre procurem um bom negócio. Você recebe por aquilo que paga.

24 - Nunca desista! Meus dois pequenos soldados não têm pai, mas não corajosos, têm um coração grande, estão em forma e são fortes. Vocês também são amados por uma família e amigos generosos. Vocês fazem o seu próprio destino, meus filhos, então lutem por ele.

25 - Nunca sinta pena de si mesmo, ou pelo menos não sinta por muito tempo. Chorar não melhora as coisas.

26 - Cuide de seu corpo que ele vai cuidar de você.

27 - Aprenda um idioma, ou pelo menos tente. Nunca comece uma conversa com um estrangeiro sem primeiro cumprimentá-la em sua língua materna; mas pergunte se ela fala inglês!

28 - E, por fim, tenha carinho por sua mãe, e cuide muito bem dela.

Amo vocês com todo meu coração,

Papai

Tradução: Letícia Sorg

Seguidores no Google+

Página no Facebook