quinta-feira, 17 de maio de 2012

Sonhos, Canções & Cãibra

Estava tendo um sonho tão legal em que Albino tocava no violão canções que me representava... quando de repente, tenho uma maldita cãibra que fez eu acordar. Isso aconteceu justo no momento que ele ía mostrar uma que descrevia totalmente como eu sou na realidade.

Argentino: Talves o que vc acha que seja vc

Eu: Pode até ser, mas a dor não achei, eu sentir mesmo.

Albino: eu não toco violão nem em sonho...

Eu: No meu sonho você tocou, he, he, he...

Albino: Meu irmão essa historia ta meio boióla, na boa!

Latino: Não é uma cena legal de se imaginar. Albino dedicando canções a tu. Sobre vc ainda vai, mas uma serenata particular fica chato pro cara hein?!

Albino: tanta mulher,da pra tu Latino, cada uma que me aparece...

Eu: Imaginava que pensariam isso, então deixei a história meio velada só para ver a mente suja de vocês, he, he...

Latino: Já q é assim fico curioso pra saber maiores detalhes desse sonho. Quaiis os versos dessa supracitada canção?!

Albino: ainda bem que deu cãibra, senão não quero nem imaginar o final dessa historia...

Eu: Os meus sonhos geralmente são não lineares, tão estranhos que tenho vontade de descrever quando acordo, mas sempre esqueço de deixar papel e caneta perto... aí acaba sumindo da minha memória. Bem, nesse caso não esqueci (pelo menos do final) porque a minha mente foi forçamente trazida para realidade.

Estava andando quando olho para o lado avisto uma pessoa que estava num banco com um violão. Cheguei perto e percebi que era Albino que estava tocando uma melodia suave. Ele disse que aquela música me representava. Uma voz de terceiro (que não deu para saber quem era) disse que a melodia era muito bonita para ser eu.

Aí, numa mudança brusca de humor, Albino muda sua expressão e disse que vai mostrar como eu sou de verdade. Então num dedilhar frenético, sinto uma dor filha da pvt@ vindo da minha perna e aí acabo acordando. E foi isso que aconteceu, simples assim.

Seguidores no Google+

Página no Facebook