domingo, 25 de dezembro de 2011

Matando um certo Alfredo


Tem um mala que sempre me incomoda, que não me respeita e só vive me chamando de bicha.

Seu nome: Alfredo.

Cara bronco, de tratar as pessoas a sua volta com a delicadeza de um hipopótamo, não tem o mínimo de consideração com os amigos que perderam seus animais de estimação queridos. Ao invés disso, fica a soltar gracinhas e piadas infames, mesmo que objeto de zombaria (no caso eu) pede seriamente para parar.

Perdi a conta de quantas vezes tive vontade de esganar-lo de tanto me irritar!

Ah quem diga que ele era tarado por uma certa peituda, mas acho que o tarado mesmo era eu, he, he... pelo menos nisso ele é inocente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores no Google+

Página no Facebook